Quais são os fatores de ranqueamento do Google além da palavra-chave?

O maior motor de buscas do mundo tem a desafiante missão de oferecer a máxima experiência de pesquisa para os usuários. Para escolher os melhores resultados de uma pesquisa de forma escalável e certeira, o buscador trabalha com algoritmos. Na prática, esses algoritmos ordenam as páginas de acordo com os fatores de ranqueamento do Google.

Pensando na importância para uma empresa de estar nos três primeiros resultados de uma busca, reunimos neste artigo alguns dos fatores que a companhia deve considerar. Confira!

O processo de descoberta dos fatores de ranqueamento do Google

O Google nunca divulgou oficialmente uma lista de fatores que influenciam a escolha dos resultados. Porém, milhares de profissionais especializados em SEO se debruçam diariamente em pesquisas para entender melhor como posicionar uma página nas primeiras posições do buscador.

Isso significa que os fatores aqui listados não são verdades absolutas. Entretanto, são frutos de pesquisas de especialistas que entendem muito sobre o assunto e, por isso, devem ser levados em consideração para atingir bons resultados. Confira!

Fatores de ranqueamento do Google

Autoridade da página

O PageRank foi criado há mais de 20 anos por Larry Page, atual CEO do Google, e está em pleno trabalho nos dias de hoje. Seu objetivo é analisar a autoridade e a referência do link. Para isso, ele averígua os links que apontam para cada página. Isso significa que quanto mais links em sites de bastante importância indicando sua página, mais pontos com o PageRank!

Autoridade do domínio

Além da autoridade da página específica, como uma publicação em um blog, é importante para conquistar uma boa posição no Google a autoridade do domínio. Esta também será fundamental para ajudar a autoridade de uma página específica.

Autoridade da página vs autoridade de domínio

Apesar de ambos estarem relacionados entre si e trabalharem juntos em prol de um único objetivo, eles são diferentes. Enquanto a autoridade do domínio, por exemplo, é a força do www.seusite.com, a autoridade de uma página é www.seusite.com/post-blog. 

Certificados de segurança

De acordo com o próprio Google, certificados de segurança influenciam diretamente na escolha das primeiras posições. Então, é bom ficar atento na conquista de ao menos um.

Densidade da palavra-chave

A densidade da palavra-chave é um dos critérios que mais são executados por profissionais de SEO e de marketing. Isso porque esse processo é relativamente simples.

Entretanto, é preciso apontar: a repetição do termo principal é importante, mas deve ser usada de forma talentosa, pois os algoritmos já trabalham de forma inteligente. 

Isso é resultado da má fé de muitas empresas em repetirem de forma excessiva termos sem um cuidado com a entrega do conteúdo, o que prejudicou os resultados apresentados pelo buscador e a experiência dos usuários. Como o Google preza a experiência máxima de seus visitantes, mudanças nos algoritmos foram necessárias.

Semântica de palavra-chave

Termos que são similares, sinônimos ou relacionados às palavras-chave auxiliam o motor de busca em sua interpretação e potencializam a conquista das primeiras posições. Por exemplo, ao escrever um conteúdo sobre marketing digital, alguns termos que podem ser utilizados para enriquecer a semântica são:

  • mídias sociais;
  • landing pages;
  • blogs;
  • e-mail marketing;
  • profissionais de marketing etc.

Caminho até a página

Para o Google, quanto mais próxima uma página está da home, a page principal, mais relevância ela tem. 

Categoria da página

As categorias também são tópicos a serem analisados. Por isso, os textos devem estar muito bem relacionados com suas categorias. Por exemplo, um equívoco como inserir um livro na categoria de eletrodomésticos pode comprometer significativamente os resultados de SEO de um e-commerce.

Idade da página

Sem dúvidas, o Google está de olho nas novas páginas para oferecer sempre conteúdos recentes aos seus usuários. No entanto, conteúdos antigos que são sempre atualizados ganham pontos com o buscador. 

Layout da página

Para quem está familiarizado com os anúncios no Google Adwords, esta não será uma novidade: layout da página, taxa de rejeição, usabilidade e permanência dos usuários contarão pontos. Por essa razão, é preciso dar uma atenção especial ao layout e à experiência que os leads têm na página.

Palavra-chave no domínio

Sem dúvidas, a palavra-chave no domínio faz a URL ganhar muitos pontos com o buscador. Se o termo estiver no início do domínio, melhor ainda. 

Página de contato

Para o Google, um site que oferece uma página de Fale Conosco transpira confiabilidade.

Meta Description

O Google aprecia conteúdos únicos. Esse gosto também se estende até as meta descriptions. Por isso, nada de duplicar as descrições das páginas. Crie uma única para cada página.

Reputação e avaliação

A reputação de uma empresa e as avaliações publicadas online não afetam diretamente o ranking. No entanto, elas podem influenciar. Afinal, o próprio Google publicou em seu blog oficial que não tratar bem seus clientes é um mau negócio.

Tags das imagens

Imagens não são conteúdos que os buscadores leem. Pelo menos não o material visual. Para um motor de busca interpretar um conteúdo visual, são necessárias tags, legendas e atributo. Por isso, não deixe essa ação simples de lado.

Qualidade do conteúdo

Conteúdo de qualidade, que potencializam a permanência em uma página, úteis e originais ganham muitos pontos com os buscadores.

Backlinks contextuais

Links inseridos de forma aparentemente espontânea são mais valiosos para os motores de busca do que os inseridos em expressões como “clique aqui”. 

Velocidade de carregamento

A velocidade de carregamento de uma página é um fator muito importante. Principalmente quando milhares de pessoas estão acessando a internet por meio da conexão 3G. Por isso, é importante testar quantos segundos seu site demora a carregar. Ferramentas gratuitas, como o próprio PageSpeed do Google, são fundamentais nesses testes. 

No momento de fazê-los, é importante ficar atento ao desempenho em dispositivos móveis e desktops, pois cada um terá uma especificidade diferente. A sua empresa não deve perder nenhum visitante. 

Links recíprocos

O Google não vê com bons olhos a troca de links de forma intensa. Por isso, fique atento se o seu site não linka de forma excessiva um determinado site que também o faz. 

Com todos esses fatores de ranqueamento do Google anotados, chegou o momento de colocar a mão na massa e preparar o seu site para conquistar as primeiras posições nos buscadores. Porém, antes de começar, que tal se precaver para continuar a ler conteúdos como este? Para isso, assine a nossa newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *