Jornada do cliente: o que muda com a transformação digital?

O progresso tecnológico transformou diversas áreas da sociedade, inclusive a maneira como o consumidor se comporta. Para manter bons resultados em suas vendas, você precisa levar em consideração como a jornada do cliente está funcionando atualmente. Afinal, essas transformações mudaram radicalmente como as compras são feitas.

A sua empresa está preparada para os efeitos da transformação digital? Não basta apenas se preocupar em ter uma página no Facebook e uma versão mobile do seu site. É necessário ir muito além disso e entregar experiências de alto valor para o seu consumidor. Caso contrário, ele seguirá para as alternativas melhores que encontrar.

O principal benefício que você pode aproveitar a partir das mudanças que o meio digital oferece à jornada do cliente é poder alavancar os seus resultados de formas inéditas e inovadoras.

Por isso, foram criados diversos novos canais de interação com o público, algo que é sempre positivo se o objetivo é aumentar a visibilidade dos seus produtos. A seguir, mostramos o que mudou com a transformação digital. Confira!

De que forma a transformação digital mudou a jornada do cliente?

O cenário tecnológico é outro, portanto, a maneira como os seus clientes encontrarão seu produto e decidirão fechar negócio também se transformou. Quem não se adapta às mudanças arrisca se tornar irrelevante no mercado. Busque aproveitar as vantagens antes que os seus concorrentes ultrapassem você e ganhem mais espaço.

Pense em você e nos seus próprios hábitos. Com a facilidade de acesso à internet (seja a banda larga em casa ou o plano de dados no smartphone) é possível realizar diversas ações consideradas impossíveis no passado. O consumidor pode fazer compras de qualquer lugar, o que é extremamente vantajoso para as empresas.

A seguir, explicamos de que forma a transformação digital causou impacto na jornada do cliente e como usar esses recursos. Acompanhe.

Varejo omnichannel

A jornada do cliente pode englobar diversos canais de vendas de uma mesma loja. Isso é capaz de trazer mais sucesso à empresa, mas somente quando ela se prepara para essa realidade. O conceito de omnichannel se resume a proporcionar uma experiência contínua ao seu consumidor, tanto no meio online como no offline.

Por exemplo, você pode permitir que o cliente encontre mais variações de um produto na versão online da loja. Alternativamente, o cliente pode preferir retirar o item que adquiriu pela internet em uma unidade física da empresa. As possibilidades oferecem mais conveniência ao consumidor, algo que será decisivo para alavancar os seus resultados.

Para que o omnichannel funcione, é necessário preparar a sua infraestrutura. Conte com múltiplos canais de vendas e certifique-se de que eles estejam plenamente integrados. O foco principal é oferecer mais facilidades ao seu cliente, então nunca perca esse objetivo de vista.

Micro-momentos

A popularização dos smartphones fez com que as pessoas se acostumassem a realizar buscas rápidas no Google durante o dia a dia, com vários objetivos. Não é mais necessário ter que sentar diante de um computador para fazer as pesquisas desejadas. Isso cria uma série de situações que, se bem aproveitadas pelas empresas, pode gerar excelentes resultados de vendas.

Por exemplo, imagine que uma pessoa está conversando com os amigos e se interessa pelo estilo das roupas de um deles. A partir de uma rápida busca pelo celular, é possível achar ofertas relacionadas ao produto e lojas onde adquiri-lo. Sem essa tecnologia envolvida, você teria que usar um computador em casa para tal pesquisa e provavelmente se esqueceria dela.

Portanto, os micro-momentos criam oportunidades valiosas para as empresas captarem a atenção dos clientes em contextos decisivos. A loja que exibisse o anúncio mais tentador, na hora em que você buscou por aquele item, poderia conquistar uma venda que seria impossível antes da popularização dessa tecnologia.

Foco em mobilidade

Para aproveitar as vantagens do uso do smartphone, você precisa se certificar de que o seu negócio está preparado para qualquer tipo de aparelho. Ou seja, se a sua loja não funciona bem em smartphones e tablets, você correrá o risco de perder um grande volume de vendas em potencial.

Não basta apenas criar uma versão mobile do seu site que não conta com todas as funções originais deles. As pessoas têm que ser capazes de executar tudo o que precisam a partir de qualquer aparelho. Se você restringir seus recursos dessa forma, a experiência do usuário será prejudicada e as suas vendas serão afetadas negativamente.

Quanto mais canais de vendas você tiver, melhores serão os seus resultados na jornada do cliente dentro do contexto da transformação digital. Certifique-se de que é possível comprar seu produto a partir de qualquer aparelho, tamanho de tela, velocidade de conexão, entre outros aspectos importantes.

Marketing de conteúdo

As facilidades trazidas à jornada do cliente pela transformação digital trazem desafios às empresas, já que seus benefícios estão acessíveis também aos seus concorrentes. Com tantas marcas disputando a atenção do consumidor, ele se sente sobrecarregado e passa a selecionar cada vez mais o conteúdo que consome na internet.

Para garantir que ele volte a atenção para o seu produto, você precisa oferecer algo de valor a ele. A produção de conteúdo relevante é uma ótima forma de fazer isso. Para tanto, você precisa conhecer muito bem as necessidades desse público para criar um material que consiga ajudá-lo a resolver seus problemas do dia a dia.

O marketing de conteúdo não consiste em criar vários posts de blog destacando as vantagens dos seus produtos. O público não quer consumir esse tipo de material. Em vez disso, faça tutoriais, guias, manuais, grave vídeos informativos, entre outros. Use o poder do conteúdo para atrair a preferência de potenciais clientes.

Quais os próximos passos?

Agora que você já conhece todos os impactos positivos que a transformação digital tem na jornada do cliente, está na hora de começar a planejar as suas ações. Leve em consideração as características do público-alvo da sua marca e de que forma ele costuma consumir seus produtos. Implemente os esforços necessários para manter essas pessoas engajadas e valorizar cada vez mais aquilo que você vende.

Quer saber mais sobre outras mudanças que devem ser consideradas? Confira aqui no blog o que há de novo no comportamento do consumidor na era digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *