Concorrentes diretos e indiretos: qual deve ser a atitude de uma IES?

Para se manter no mercado e na mente do consumidor, é necessário estar atento e conhecer os concorrentes diretos e indiretos da sua instituição de ensino. Para isso, é preciso realizar estudos e executar estratégias alinhadas com a realidade levantada.

Pensando na importância desse processo, reunimos neste artigo as principais informações para identificar esses concorrentes e algumas dicas que podem fazer a diferença na sua estratégia. Confira!

Como identificar esses concorrentes e sua força no mercado

O primeiro passo para identificar seus concorrentes é analisar os PDVs, ou seja, os pontos de venda onde são oferecidos serviços similares aos da sua empresa. No caso de uma instituição de ensino online, por exemplo, é preciso estudar em quais canais estão sendo oferecidos os cursos. Algumas dicas de PDVs a serem analisados são:

No caso das instituições que oferecem cursos presenciais, é necessário fazer uma análise que vá desde as parcerias com colégios e faculdades até canais como revistas que oferecem descontos para estudantes. Para potencializar essa análise, é preciso ficar atento a três questões.

Análise dos PDVs de forma ampla

Apesar das instituições online e offline focarem em PDVs diferentes, é recomendado analisar o máximo possível. Isso porque existem empresas de cursos online, por exemplo, que trabalham com pontos de venda tradicionais. E, caso a análise da sua empresa não vá até esse PDV, ela pode deixar brechas e prejudicar as tomadas de decisões da empresa.

Atenção aos pontos fracos e fortes

Depois de fazer esse levantamento, é preciso ficar atento aos pontos fortes e fracos de cada concorrente. Elaborar uma matriz SWOT, também conhecida como F.O.F.A, nesta etapa é fundamental. Ela tornará a análise mais visível e dará insights para o time que está realizando o trabalho.

Atenção às oportunidades e ameaças

Com os pontos fortes e fracos dos concorrentes e uma análise profunda do mercado em que sua empresa e concorrentes atuam, é necessário identificar as possíveis oportunidades e ameaças. Aqui, a matriz SWOT também é uma boa alternativa.

Nesta etapa, é importante lembrar que essas questões são externas e impactam diretamente sua instituição de ensino e também seus concorrentes. O diferencial será como o time irá analisar essa questão e quais as decisões serão tomadas. Por isso, a seguir indicamos algumas dicas.

Ações que podem fazer a diferença neste processo

Agora que você entende os passos mais básicos sobre como identificar quais são os concorrentes diretos e indiretos de sua instituição de ensino, chegou o momento de enriquecer essa análise. Para isso, anote as seguintes dicas:

Realize benchmarking

Analisar os pontos de vendas é uma ação básica que praticamente toda empresa faz. Mas realizar um benchmarking e comparar os números e estratégias da sua empresa com o mercado pode ser um grande diferencial nos bastidores da administração.

Em alguns mercados, as empresas já oferecem relatórios de benchmarking de forma gratuita. Pesquise e veja se no nicho de sua empresa isso acontece. Caso não, uma boa alternativa é encomendar a uma empresa focada em pesquisas o levantamento desse benchmarking.

Estude o consumidor

Uma dica essencial é que os executivos da empresa saiam um pouco de suas salas com ar-condicionado e conversem com seus consumidores. Através de um simples diálogo, podem ser notadas oportunidades ricas que engrandecem a análise realizada pelo time da instituição. 

Muitas empresas, por exemplo, trabalham com o esquema de comunidade e multidão para potencializar ainda mais essa análise e trazer mais ideias além das geradas pelo seu time interno.

A análise dos concorrentes diretos e indiretos é um dos primeiros passos para potencializar a conquista de novos estudantes para uma instituição. Pensando no assunto, produzimos um rico artigo em que comentamos sobre a previsibilidade de vendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *